23 março 2009

Casoiro da priminha


Ora chegado de fim de semana onde fui ao casoiro da minha querida priminha Tânia de quem muito gosto. O casamento realizou-se na Quinta do Lago ( vejam aqui ), e sim senhor foi muito fixe, bem servido, bom ambiente, instalações á maneira, foi o ver de familiares que não se vêm a muito tempo e precisamente só se vêm em casamentos, aqueles primos e tios, que gostávamos de ver mais vezes mas a vida não nos deixa.
No domingo a seguir ainda houve almoço, na terra do noivo, parecia um casamento cigano, que duram uma data de dia, já sabia que no dia a seguir havia o tal almoço, a minha tia ( mãe da noiva ) já me tinha dito, mas eu pensava que era só para a família mais próxima e que até era em casa dela, quando vou ter á terra do noivo e entramos no salão de festas da colectividade da zona e estão pra ai umas 100 pessoas numa mesa corrida, fiquei de boca aberta, não tivesse de vir conduzir de volta á capital, tinha-se bebido mais uma coisinhas, mas assim, foi ice tea para a carola.
Felicidades ao recém casados que foram para a republica dominicana para o solinho, a praticar o amor, e de papo para o ar sem fazerem nada e a trabalhar para o bronze e eu aqui a dar no duro que me lixo.
Havia de vós dar uma caganeira.

2 comentários:

src disse...

looooooollllllll
andas a aprender comigo...
toca de rogar pragas á malta! diarreias com fartura pra essa gente malvada lolol

Jo disse...

se calhar essa frase "havia de vos dar uma caganeira" é um genero de boa sorte, como se costuma dizer "vai a merda"